10/01/2009

The end


"The blue bus is calling us
The blue bus is calling us
Driver, where are you taking us?"
Erixiremos dentro o noso campanario, a nosa trincheira de grilos despistados...
E volverás apuntarme coa túa Walitherk 366...Pero desta vez, a min non me sangrarán os beizos e o derradeiro verso daquela canción soportará todas as verdades, incluída a verdade prohibida, a máis perigosa de todas.
Porque cando os freos do bus nos fagan espertar...
xa non estaremos vivos.

8 comentários:

juvman disse...

Esta vez deixaches-me a pensar muito nas tuas palavras, lograches que a minha mente se pergunte mil e uma dúvidas, nom sei... E eu que queria durmir axinha, agora nom sei se serei capaz.
Melhor deixo o meu comentário pra manhá, que xa lhe darei voltas às tuas palavras na minha cabeça. Mentres tanto, boa noite e apertas dende esta xeada cidade.

juvman disse...

Se é a fim (The end), se esse bus está a levar-nos cara à fim de todo, dentro (e só alí dentro) poderemos construir o que queiramos, dentro estará a nossa vida enteira, todos os nossos sonhos, desejos e anelos, os nossos medos e temores.
E entom, daquela, esta nom será a fim, senom só o princípio porque alí estará todo e o todo nom pode ser a fim. E, daquela, nom haverá motivos pra que sanguem os beiços já que todas as tragédias seram o nosso ser, e todas a delícias seram-o do mesmo jeito.
E ao final, essa porta, essa última porta, será pra sairmos ou para entrarmos? Será a fim ou o começo? E se é o começo, do que?

Frederik Tácito disse...

Enigmáticas verbas as túas, cheas de evocación... Gústame o tráxico final. E gústame tamén que o bus sexa azul.

Modesto Fraga disse...

Sentimento puro, pura poesía. E velaí que xa o dicía o grande poeta José Hierro:
"Yo no sé qué es la poesía, pero si sé para que sirve: para decir lo que no se puede decir". Pois iso.

ŁıĐįĄ ßãŌ disse...

:P Paga a pena deixarse caer (ou levantarse) por aquí!

Santo2000 disse...

Tive a grata surpresa de receber o Prémio Dardos do Modesto Fraga.

Com os meus agradecimentos ao Modesto, passo a transmitir o que este prémio implica:

"Com o Prémio Dardos reconhecem-se os valores que cada blogger, emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc., que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os bloggers, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web. Este Prémio obedece a algumas regras:

1) Exibir a imagem do selo;
2) Linkar o blog pelo qual se recebeu a indicação;
3) Escolher outros blogs a quem entregar o Prémio Dardos.

Assim sendo, repasso o Prémio Dardos para os blogs abaixo, pelo valor que lhes reconheço":

À la belle étoille
As ovellas eléctricas
Memórias dum esquelete
O Afiador da Galiza

Para conheceres os outros blogues e recolheres o selo do Prémio Dardos, visita o meu espaço.

Aliada entrópica disse...

Atopeite entre acordes de acordeón, mentres alguén dicía "aí comezou todo, con historias da nazóm arredor do lume". Só podías ser ti!
A ti só te apuntan con Dardos ben merecidos.
Unha aperta ben grande

Soñadora disse...

Baby's in black, and I'm feeling blue, tell me Oh! What can I do?